Connecting...

W1siziisijiwmtcvmdcvmjcvmtqvmzcvndevmty3l0jsb2d2mi5wbmcixsxbinailcj0ahvtyiisiji1mdb4mzawiyjdxq
W1siziisijiwmtcvmdcvmjcvmtqvmzgvmzivnzi0l011zgfuw6dhigrlignhcnjlaxjhigltywdlbs5wbmcixsxbinailcj0ahvtyiisijewmdb4ndawxhuwmdnlil1d

Mudança de carreira exige planejamento e coragem

Com 31 anos, já passei por algumas empresas e mudei de áreas de atuação algumas vezes. Trabalhei em empresas de advocacia, bancos, empresa de telemarketing, restaurantes, pubs, supermercados, entre outros segmentos. Por isso, vou dividir com você um pouco das mudanças que vivi e no que elas me acrescentaram.


Sou formado em Administração de Empresas e escolhi essa profissão por ser um campo mais amplo e porque, na época, eu não tinha muita ideia de qual área gostaria de atuar. Durante a faculdade trabalhei no departamento Administrativo, mas sempre tive a curiosidade de entender como as outras áreas funcionavam e, por isso, acabei mudando por vezes de áreas e algumas vezes até de empresas.


Além disso, durante a graduação, eu tive muita vontade de fazer intercâmbio, mas foi só em 2010, quando me formei, que consegui concretizar este sonho. Decidi então me aventurar e ir morar na Austrália e depois no Canadá, com isso um projeto que inicialmente seria de no máximo um ano, acabaram tornando-se seis. Esta foi, sem dúvida, uma das melhores experiências da minha vida e também foi a primeira vez que passei por uma grande mudança na minha trajetória profissional.


Por falar em mudanças de carreira, acredito que a maior parte delas sejam movidas pela insatisfação, seja com o chefe, com o escopo de trabalho, com a remuneração, com o clima do ambiente, com a falta de propósito, entre outros fatores circunstanciais. No meu caso, quando cheguei na Austrália, a deficiência no idioma e o visto de estudante fizeram com que eu começasse a trabalhar na cozinha. Eu sempre gostei de cozinhar, mas descobri que não tinha a paixão necessária para seguir esta carreira. Um hobby não é necessariamente uma decisão assertiva para mudar completamente de área, acredite, trabalhar em cozinha é muito estressante e hoje admiro ainda mais os profissionais deste setor.


Aprendi outra lição importante: não levar os problemas do trabalho comigo para a cama. O que tinha que dar errado, dava ali mesmo na cozinha, por isso, comecei a ter um sono mais tranquilo e me senti muito feliz com isso.  


Outra coisa que acho importante dizer é que, seja empreendendo ou mudando de área, em todo trabalho você encontrará atividades que não te dão tanto prazer. No começo, a proporção talvez seja de 70% de atividades que não serão tão prazerosas para 30% que te deixarão satisfeito(a),  já que você estará saindo da sua zona de conforto. O seu principal desafio é mudar essa proporção aos poucos e conforme vamos conhecendo mais de uma coisa, vamos fazendo-a de forma melhor e isso influencia na velocidade, produtividade e consequentemente na nossa satisfação pessoal e profissional.

Após quase 6 anos morando fora do país, trabalhando em diversas empresas e segmentos, eu voltei ao Brasil com muito mais experiências de vida e com a oportunidade de ser headhunter na Trend, uma consultoria de recrutamento de profissionais de Vendas e Marketing. É algo completamente diferente de tudo que já fiz, mas estou muito contente com minha decisão de arriscar a me desenvolver em uma nova área.


É importante dizer que em qualquer mudança de carreira, há sempre riscos, não temos como anulá-los completamente, mas temos algumas formas de diminui-los. Veja algumas dicas:

  1. Faça um planejamento de onde você quer chegar;
  2. Conheça-se muito bem.  Você precisa identificar o que você realmente quer fazer nos próximos anos;
  3. Pesquise sobre quais são os maiores desafios e oportunidades da área que deseja migrar;
  4. Busque encontrar pessoas que trabalham na área de interesse;
  5. Aceite que você não vai ganhar a mesma coisa que ganha hoje, já que será um recomeço, por isso, faça um bom planejamento financeiro antes de se arriscar.


Por fim, eu ressalto: com uma boa dose de coragem e planejamento, uma mudança na carreira é algo que pode trazer felicidade sim.

Boa sorte!